3 de outubro de 2018

Einstein e Unifesp iniciam pesquisa inédita com células-tronco para tratar incontinência urinária de esforço

Em parceria com o Laboratório Stemcorp, é o primeiro trabalho no Brasil a avaliar o uso terapêutico desse tipo de célula para o problema, que acomete de 15 a 35% das mulheres Tossir, pegar um objeto pesado, correr de leve ou pular um obstáculo: atos banais do dia a dia como esses são capazes de fazer o xixi escapar de forma involuntária. É a incontinência urinária de esforço (IUE), problema que acomete de 15 a 35% das mulheres, sobretudo na faixa etária entre 45 e 65 anos. O parto vaginal e o envelhecimento são os principais fatores de risco para […]