Melasma: foto postada por Ivete Sangalo evidencia as manchas escuras

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Condição normalmente é agravada após o verão, devido à exposição solar e pode ser tratada com laser

Nos últimos dias, Ivete Sangalo postou uma foto na academia. O que chamou a atenção dos fãs é que ela estava sem make, evidenciando as machas do melasma. A cantora já tinha falado sobre o tema anteriormente, e a imagem retomou o assunto nas redes. O melasma é a hiperpigmentação da pele, que forma manchas escuras, principalmente no rosto, mas podendo acometer braços, pescoço e colo. O aparecimento é mais comum em mulheres, podendo também surgir em homens.

Não existe causa definida, mas na maioria dos casos a condição está relacionada ao uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez e, principalmente, à exposição solar. “Um fator desencadeante sabemos que é a exposição ao calor, à luz ultravioleta e, até mesmo, à luz visível. Predisposição genética, fatores hormonais e da exposição aos raios solares também influenciam no surgimento destas manchinhas que costumam piorar após o verão”, Caroline Scoz Alves, fisioterapeuta e diretora técnica da Clínica Senz e da empresa Sul Laser.

Os sintomas são manchas escuras ou acastanhadas que começam a aparecer em diferentes regiões da face como maçãs do rosto, testa, nariz e parte superior do lábio (buço). Também podem surgir em outras regiões do corpo, como braços, pescoço e colo. As manchas têm formatos irregulares e bem definidos, sendo geralmente simétricas (iguais nos dois lados).

Os tratamentos podem variar conforme a gravidade, mas em todos os casos compreendem orientações de proteção contra raios ultravioleta e à luz visível. O cuidado com proteção deve ser ainda maior no início do tratamento, que vai do uso de medicamentos tópicos a procedimentos para o clareamento. Dentre os mais realizados estão os peelings e aplicações de lasers. “Para tratar melasma usamos um conjunto de medidas para clarear, estabilizar e impedir que o pigmento volte”, orienta Caroline.

Fotoproteção é o ponto de partida para que o tratamento tenha efeito é a proteção contra os raios solares. As pessoas acometidas por melasma devem aplicar um bloqueador solar pelo menos três vezes ao dia sempre, com FPS alto nas regiões afetadas. Sempre preferir os filtros com proteções contra os raios ultravioleta A (UVA) e ultravioleta B (UVB). O conceito atual do tratamento de melasma considera que o uso de filtros ajuda a estabilizar as manchas.

Alguns cremes auxiliam a remoção das manchas: os mais usados são à base de hidroquinona, ácido glicólico, ácido retinóico e ácido azeláico. Os resultados podem demorar cerca de dois a três meses para começar a aparecer. O método funciona de forma diferente para cada paciente. Mesmo com resultados rápidos, o tempo necessário para estabilizar a condição e impedir que mínimas exposições façam retornar o pigmento pode ser de muitos meses ou até anos. Assim, o conceito principal é que pacientes com esta condição necessitam tratamento e fotoproteção constante e evitem exposição solar e ao calor. Outros ativos muito utilizados para o tratamento do melasma são: arbutin, ácido kójico, ácido fítico, ácido tranexâmico e ácido dióico.

Peelings podem ajudar a clarear a pele de forma gradual podendo ser mais rápido do que cremes. Existem alguns tipos de peelings, uns superficiais (e mais seguros) e outros que atingem camadas mais profundas da pele. Depois de uma avaliação é possível definir o melhor e mais seguro para cada tipo de pele.

Já o uso do laser para tratar o melasma é polêmico. Isso porque a maioria das tecnologias é contraindicada no tratamento dessas manchas. São muito agressivos e geram calor, o que resulta em processo inflamatório levando a um estímulo do melanócito para a produção de melanina, pigmento que dá uma coloração escura à pele.

No entanto, existem opções de laser que são eficientes no combate ao melasma. O laser Nd-YAG 1064 Q-Swiched, o 1540 de Erbium Glass e o Laser de 2940 de Erbium Yag (Single Mode) são lasers que conseguem quebrar o pigmento em pedaços bem pequenos, sem gerar calor demais. “Os resíduos pequenos que resultam do procedimento são naturalmente eliminados pelo organismo. Ocorrendo a fagocitose da melanina fragmentada, que é feita pelos macrófagos”, afirma a especialista, acrescentando que uma pesquisa cientifica comprovou a eficácia do laser, que melhorou em 85% ou mais as manchas dos pacientes já no primeiro mês de aplicação, associado a outros tratamentos é possível praticamente eliminar a presença visual do melasma.

O número de sessões pode variar conforme o laser selecionado e cada caso, mas, em geral, são feitas de três a dez sessões semanais ou mensais. O melasma não tem cura, mas tem controle e melhora muito podendo até ficar inaparente. É importante associar tratamentos como laser e medicação adequada. A manutenção constante e a proteção contra agravantes, como os raios ultravioletas é o que vai garantir a duração do resultado. É importante salientar, que a indicação do tratamento deve ser feita por um profissional e acompanhado pelo mesmo.

Sobre a Clínica Senz

A Clínica Senz é um centro especializado em laser nas áreas de ginecologia, tratamento vascular, dermatologia e medicina estética para homens e mulheres; fundada há 15 anos pela Dra. Caroline Scoz Alves.

Do latim Sensação, o nome está alinhado com o propósito de oferecer a sensação de bem-estar consigo, cuidando da saúde e da beleza através de tratamentos com o que existe de melhor em resultados no mundo.

Firmando-se como uma referência em tecnologia e atendimento personalizado, a Clínica Senz investe constantemente nos mais modernos equipamentos, treinamento e pesquisa. Antes de qualquer tratamento é realizada uma avaliação prévia para definição individualizada de protocolos, respeitando o organismo e os desejos de cada paciente.

Sobre a Dra. Caroline Scoz Alves

A Dra. Caroline Scoz Alves é fisioterapeuta com mestrado em Física aplicada ao Laser, além de diversas formações em Tecnologia Médica e Dermato-Funcional. Diretora técnica da Clínica Senz e da SulLaser locações, também é reconhecida pela capacitação de médicos, fisioterapeutas, biomédicos e outros profissionais da área da saúde; em todo o Brasil, há 15 anos.

Formada em Fisioterapia – UP;

Formação em Dermato-Funcional – Belle Bonelli

Curso de Cosmeatria e Laser – London South Bank University;

Mestrado de tecnologia de saúde – PUC/PR;

Fellow em Laserterapias – UCLA Universidade da Califórnia;

Curso de Formação e Capacitação Robô Artas – Restoration Robotics Hair

Curso em Laser & Aesthetic Skin Therapy – Harvard Medical School;

Curso de Formação “Laser Technology” – Cynosure/Hannover;

Membro da Sociedade Americana de Laser;

Coordenadora do Programa de treinamento de Tecnologia em Laser – Steiner;

Gerente SPA da Steiner e Elemis;

Treinamento, aulas, pesquisa e atendimento em Laserterapia;

Sócia-proprietária e Diretora técnica nas empresas do Grupo Scoz – Sul Laser & Clínica Senz.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.