Saúde animal: exames periódicos em pets podem identificar doenças precocemente

Nas refeições, a ordem dos fatores altera o resultado – você pode até emagrecer ou prevenir diabetes
14 de maio de 2024
VMMV lança a coleção Y.O.L.O. para celebrar a vida e o estilo
14 de maio de 2024

Uso de agulha de calibre fino na coleta de sangue pode amenizar o desconforto nos animais de estimação

Os exames periódicos de saúde em animais de estimação são essenciais para garantir saúde e bem-estar a longo prazo. Assim como nós, os animais também podem desenvolver problemas de saúde e exames regulares podem identificar esses problemas, permitindo tratamento adequado e prevenindo complicações, que podem ser irreversíveis dependendo da complexidade.

Geralmente, os exames variam conforme a idade, raça e o histórico de saúde do pet, que pode ser gato, cachorro, passarinho, galinha, cavalo, entre outros, e incluem exames físicos (anormalidades na pele, problemas dentários, dores nas articulações, etc), exames de sangue (anemia e diabetes) e urina (problemas renais ou metabólicos), testes de detecção de parasitas e de imagens, como radiografias e ultrassonografias, por exemplo.

De acordo com Samanta Cardoso da Silva, médica veterinária da BeCare UTI Veterinária, é recomendado que os responsáveis pelo pet façam a vacinação regular e exames periódicos, em média, uma vez por ano, identificando de forma precoce possíveis doenças. “Desde o primeiro ano de vida do seu animal ele pode e deve passar por avaliação veterinária e exames laboratoriais. Com certeza, com o passar dos anos, esse controle deve ser mais intensificado, pois assim como nós, os animais chegam na fase geriátrica e devem ser acompanhados com maior frequência”.

Porém, em alguns momentos, a realização de exames laboratoriais são ainda mais necessários, como antecedendo procedimentos cirúrgicos, procedimentos invasivos ou situações em que o paciente necessita de sedação ou anestesia. “Ou também quando o animal apresenta alterações que gerem uma suspeita de alguma doença que não possa ser identificada no exame físico ou, até mesmo, quando já diagnosticada a enfermidade, como parte complementar para a escolha do tratamento ideal (medicações, condutas, etc)”, complementa a veterinária.

Samanta também explica que os laboratórios de análises tendem a trabalhar com exames de “check-up”, que facilitam a rotina clínica e identificam de forma eficaz problemas de saúde do pet. Os mais pedidos são hemograma, bioquímico, albumina, ALT, creatinina, uréia, glicose, entre outros. “Na rotina com pacientes mais críticos usa-se muito a hemogasometria que, além de mostrar os eletrólitos (como potássio, cálcio ionizado e sódio), nos mostra também as concentrações de gases no sangue, das proporções de oxigênio, além de auxiliar na avaliação de distúrbios do equilíbrio ácido-base”.

Como é a coleta de sangue em pets?

A coleta de sangue em animais de estimação é a hora mais temida pelos tutores. Geralmente, o procedimento é rápido e envolve o uso de agulhas e equipamentos específicos projetados para garantir a segurança e o conforto do animal, conforme afirma Samanta. “A coleta é um procedimento simples e rápido, geralmente feito por um veterinário experiente e um assistente. Na prática, é puncionada a veia jugular, veia cefálica (no membro anterior) ou a veia femoral (na região da coxa), na qual temos agulhas de diversos tamanhos, geralmente de calibre fino, desde a agulha roxa, que é para animais PP, até a agulha cinza e verde que é para os de médio e grande porte”.

Para realizar o procedimento, a FirstLab, fabricante brasileira de produtos para laboratório, possui uma variedade de materiais de alta qualidade para atender o público pet. Na coleta de sangue, a empresa oferece para clínicas e hospitais veterinários agulhas de diversos tamanhos, para animais pequenos, médios e grandes, além de torniquetes descartáveis, escalpes, seringas, tubos de coletas e lancetas. Também, em seu portfólio, a FirstLab apresenta outros produtos, como agitadores e centrífugas, coleta de fezes e urina, descartes, E.P.I, microbiologia, micropipetas e pipetas, microplacas e tubos, microscopia e histologia, ponteiras, urinálise, racks e estantes.

“Na FirstLab estamos dedicados a proporcionar soluções que cuidam tanto da saúde humana quanto da saúde veterinária, garantindo sempre qualidade e segurança.”, explica a assessoria científica da FirstLab, Vitoria Repula. Para mais informações, acesse https://portal.firstlab.ind.br/.

foto: Pixabay