Quedas em pessoas acima de 40 anos e os perigos ocultos

Arm Pain in old women

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Dr. Vagner Messias*

As quedas podem trazer problemas nem sempre aparentes. Muitas vezes acidentes como cair de um banco, escada ou mesmo um simples tropeço, pode levar a lesões com mais frequência do que se imagina. Quando se tem muita dor no braço ou ombro é comum ir ao médico porque já é mais evidente que algo está errado. Mas o perigo pode estar quando a dor não é tanta, onde o mais comum é pensar: “acho que não foi nada”.

Com o avançar da idade, algumas lesões são de fundamental importância na ortopedia. Após uma queda, em pessoas que tem mais de 40 anos, sempre devemos estar atentos para lesões nem sempre tão evidentes. O primeiro exame a ser realizado é o raio-x. Uma fratura do osso do braço quando ele se junta a articulação do ombro já pode ser diagnosticada com esse simples exame.

Mulheres que apresentam algum grau de osteoporose estão mais suscetíveis a fraturas após as quedas. Se não há fraturas no exame radiológico, sempre devemos pensar em outro tipo de lesão quando o paciente tem persistência da dor ou também não consegue levantar o braço. Uma ruptura de um ou mais tendões do ombro é frequente após uma queda, mesmo que seja com baixo impacto como estar andando, tropeçar e cair e as principais queixas dos pacientes no consultório são dor e perda da força, não conseguindo mexer o braço de forma adequada. Exames como ecografia e principalmente a ressonância magnética são os indicados para diagnosticar alterações e lesões dos tendões.

Para as fraturas, o tratamento sem cirurgia é muitas vezes suficiente, bastando usar tipoia por um período aproximado de 40 dias e fazer fisioterapia. Para as lesões de tendão frequentemente é indicada a cirurgia. Hoje em dia, faz-se com a técnica da artroscopia (cirurgia com cortes mínimos auxiliada por câmera de vídeo), em que se reinsere o tendão ao osso, restaurando a anatomia original, permitindo que o paciente possa voltar a levantar o braço e, principalmente, tenha o alívio da dor.

A melhor forma de se prevenir lesões como essas é evitar acidentes, principalmente aqueles que ocorrem dentro de casa. Retirar tapetes soltos, não subir em cadeiras ou banquetas e ter iluminação adequada dos ambientes são medidas simples e eficazes, fazendo com que diminua a frequência de quedas e consequentemente de fraturas e lesões tendinosas.

*Dr. Vagner Messias, médico ortopedista especialista em ombro do Hospital VITA (Curitiba – PR)

iStock

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.