PROTESTE testa desempenho de máquinas lava e seca

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Marcas mostram ótima economia de consumo de água, mas frustram com secagem demorada

A falta de espaço para varais nas casas e principalmente nos apartamentos, é um dos principais motivos que levam o consumidor a optar por uma máquina lava e seca, porém, nem sempre elas são a solução. A PROTESTE, associação de consumidores, analisou seis modelos com cinco kg de carga e seis com a opção de água quente para indicar qual é a escolha certa.

Foram testadas as máquinas Samsung WD4000 WD85M4, Samsung WD6000, LG WD11WP6, Midea Acqua LSA08, Midea Acqua LSX12, Midea Acqua LSA10. Deste grupo as quatro primeiras foram consideradas de boa qualidade, sendo a Samsung WD4000 WD85M4 a com melhor desempenho.

No geral, os eletrodomésticos deixaram a desejar na hora de secar as roupas, mas ofereceram uma boa lavagem, com baixo consumo de água e boa remoção de sujeiras. A máquina de parâmetro utilizada na análise foi a Wascator, referência para testes. Todas as opções ofereceram desempenho próximo ou superior ao dela. A Samsung WD6000, foi 15% mais eficiente e se destacou como a melhor entre as demais.

Em questão de ruído das máquinas, todas as opções se mostraram medianas, pois o barulho que emitem no ambiente varia entre 70 dB e 80 dB. Os aparelhos WD4000, WD85M4 e WD6000, todos da Samsung, são os menos ruidosos que os anteriores, e o WD6000 é considerado o melhor na centrifugação, os outros foram apenas considerados aceitáveis.

A PROTESTE também avaliou se há diferença entre a lavagem de roupas com água fria ou quente. A qualidade caiu durante a análise em tempo real dos ciclos de lavagem. Somente a Samsung WD4000 se destacou, com o resultado em 1h 11min. As três máquinas da Midea foram eficientes, porém levaram o dobro do tempo para realizar a tarefa.

A lavagem no programa quente teve baixo consumo de água, mas poucas diferenças de custo e tempo, comparada com opção fria. As front load (máquinas com abertura frontal) se mostraram mais econômicas que as top load (abertura superior). A lava e seca que representou a exceção foi a Midea Acqua LSX12, com 118,8 litros, por ter desempenho semelhante ao de muitas top load nos ciclos de lavagem.

O consumidor que optar por uma lava e seca precisa estar preparado para um aumento nos gastos mensais na tarifa de energia elétrica. Nos programas de águas quente e fria, as conclusões foram boas, e a máquina Samsung WD4000, foi de longe a mais econômica na lavagem fria, e a LG WD11WP6 por acrescentar apenas R$0,50 na tarifa mensal ao escolher a água quente. A lava e seca que mais consumiu energia foi a Midea LSA10, com R$8 mensais acima ao optar por este programa.

Secar as roupas diariamente utilizando o ciclo lava a seca, pode fazer com que o consumidor desembolse R$70 mensais, com a Acqua LSA0 e até R$85 com a Acqua LSA10, da Midea. No geral, a secagem é pouco eficiente e pode levar cerca de sete horas com a Midea Acqua LSX12. Mesmo com o longo tempo, várias peças permaneceram excessivamente úmidas, o que foi inaceitável.

A PROTESTE aconselha o consumidor a optar por uma lava e seca apenas se tiver um espaço muito limitado na casa para secar roupas, ciência da longa espera e do consumo de energia. Mesmo assim, os produtos têm excelente desempenho para lavagem e baixo consumo de água. A Midea Acqua LSA08, é a escolha certa, em vez da Samsung WD6000, que mesmo sendo a melhor de todas custa mais de R$2 mil. Escolhendo pela primeira, o consumidor economiza mais de R$1,6 mil.

Para conferir o teste de outros modelos, basta acessar proteste.org.br/.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.