Minas Brisa inicia obras de condomínios no Vila da Serra, em Nova Lima (RMBH)

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Incorporadora é exemplo do bom momento da construção civil, que registrou alta de 4,2% no volume de lançamentos no país, no primeiro trimestre

Assim como acontece em vários segmentos na atualidade, nada mais natural do que os clientes, na hora de adquirir um imóvel, buscarem produtos customizados, ou seja, moldados às suas necessidades. Essa é uma das principais propostas do Prime House Vila da Serra e do Uptown Vila da Serra, dois novos condomínios da Minas Brisa Empreendimentos Imobiliários, em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). As obras dos imóveis começaram este mês, o que contribui para reforçar os números referentes ao bom momento da construção civil.

No país, conforme levantamento da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), os lançamentos imobiliários tiveram aumento de 4,2% no primeiro trimestre de 2019, na comparação com o mesmo período de 2018. A perspectiva da entidade é de que esse índice fique entre 10% e 15% até o final do ano, assim como o volume de vendas. A expansão deverá ser puxada pelo segmento de imóveis de médio e alto padrão, como é o caso do Prime House e do Uptown, localizados no melhor ponto do Vila da Serra, um dos bairros que mais cresce, atualmente, e que passou a ser sinônimo de estilo de vida diferenciado.

Por meio dos dois condomínios, a incorporadora, com 15 anos de mercado e mais de 2 mil unidades entregues na região e em Belo Horizonte, retomou os lançamentos de grande porte (Valor Geral de Venda elevado), após quase dois anos de espera, em função do período de crise econômica do país. “Esperamos o momento certo para voltar a lançar empreendimentos desse porte. Agora percebemos bons sinais de recuperação. Além disso, a Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) ainda tem um potencial enorme para crescer”, argumenta o sócio-proprietário da Minas Brisa, Marcos Almeida Magalhães. O Valor Geral de Vendas (VGV) dos dois projetos está calculado em R$ 200 milhões.

Flexibilidade

Os empreendimentos são independentes e estão com as obras a todo vapor, na Avenida Dr. Marco Paulo Simão Jardim, antiga Avenida de Ligação, no último terreno da região com vista privilegiada para as montanhas. Além desses diferenciais, os condomínios, juntos, têm um formato que atende a diversos perfis de consumo: de solteiros e jovens casais até a terceira idade, com opções de apartamentos que variam de dois quartos (81m2) a duplex com quatro quartos (198m2).

No caso do Edifício Uptown, o projeto ainda oferece a planta flex, pensada para que os compradores tivessem múltiplas possibilidades e configurações, de acordo com suas prioridades e momento de vida. “O proprietário pode optar por dois quartos, com uma ou duas suítes, três quartos, definir dimensão da sala, integração dos ambientes, tamanho da varanda, entre outros, com muito espaço e conforto”, detalha.

Prime House

– Composição: Double Prime e Prime View
– Área de lazer:
 salão de festas adulto e infantil, espaço gourmet, piscina com borda infinita, piscina coberta, brinquedoteca, spinning, academia, cinema, playground, churrasqueira, quadra poliesportiva, sala de massagem, churrasqueira, salão de jogos, pilates, espaço mulher, estética, fitness, spa e sauna
– Double Prime: apartamentos duplex de 4 quartos/2 suítes; 198 m², com vista para as montanhas
– Prime View: apartamentos lineares de 4 quartos/2 ou 3 suítes; 141 m² ou 152 m². Vista para as montanhas

Uptown

– Área de lazer: piscina com raia, fitness, salão de festas, playground, quadra esportiva, espaço gourmet, brinquedoteca, cinema, salão de jogos, sauna, praças e outros
– Plantas flexíveis: apartamentos variando de 81 m², 100 m² e 112 m², com 2 e 3 quartos, 1 ou 2 suítes, com ou sem lavabo; 1 ou 2 vagas

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.