Coronavírus: aromaterapia e óleos essenciais são alternativas para reforçar o sistema imunológico e garantir o bem-estar

Micro e pequenas empresas estão com dificuldade para obter crédito na crise
14 de maio de 2020
Quando o bordado para alta-costura é mais do que um hobby
14 de maio de 2020

Os ativos dos óleos essenciais podem ser aliados importantes para fortalecer a proteção natural do organismo durante a pandemia que está assombrando o planeta

Desde que a disseminação do novo coronavírus foi classificada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como pandemia, as autoridades médicas têm sugerido uma série de medidas preventivas para mitigar o processo de contaminação do COVID-19. Além das orientações básicas, como lavar cuidadosamente as mãos, higienizar objetos e ambientes, distanciar-se de aglomerações, evitar tocar o rosto, e adotar o uso frequente de álcool gel nas mãos, outra orientação que tem sido bastante lembrada é a importância de fortalecer o sistema imunológico.

Há diversas maneiras de reforçar o sistema natural de defesa do corpo, desde uma alimentação equilibrada, prática de exercícios e sono regulado até ações de lazer e relaxamento. Além disso, nos últimos anos, a indústria cosmética e farmacêutica tem pontuado a relevância da aromaterapia a partir de óleos essenciais (OEs) na proteção do organismo. “A prática da Aromaterapia pertence às medicinas naturais e, quando falamos de OEs e suas qualidades odoríferas, estamos falando diretamente da força vital de cada planta, um recurso que pode colaborar significativamente para o fortalecimento do nosso sistema imunológico”, afirma a aromaterapeuta clínica da Planta Vital, Janice Zanatta.

Considerando que o período de isolamento social sugerido para combater o novo coronavírus pode limitar alguns dos cuidados vitais para o fortalecimento da imunidade, incluir a aromaterapia na rotina pode ser uma alternativa prática e viável. Porém, é crucial checar a procedência dos produtos e buscar orientações de um profissional qualificado. “É uma prática em que a qualidade define os resultados. Quando aliada a disseminação da informação responsável e consciente, dispomos de abordagens orientadas e formas de aplicação que vão refletir no fortalecimento do nosso sistema imunológico e consequentemente no bem-estar e qualidade de vida”, declara a profissional.

Há duas formas de utilizar as propriedades terapêuticas dos óleos essenciais em benefício do organismo: inalação e limpeza, e assepsia do ar. “Para a inalação, a indicação é colocar uma gota OE de gerânio, uma gota de OE de lavanda e uma gota de OE de eucalipto em um recipiente fundo com 01 litro d’água quente (não fervente) e, em seguida, colocar uma toalha ao redor da cabeça, aproximando a face do valor e inalando por aproximadamente 15 minutos. Desta maneira, é possível promover a limpeza das vias aéreas superiores com ação antisséptica, fortalecendo os pulmões”, explica Janice Zanatta. “Já para os difusores de ar, pode-se colocar duas gotas de OE de tea-tree, duas gotas de OE de eucalipto, uma gota de OE de gerânio e uma gota de OE de lavanda. Lembrando que é importante instalar o difusor longe de correntes de ar para que as moléculas aromáticas atuem nos ambientes de forma eficiente”, completa.

Especializada em produtos veganos com ativos naturais, a NESH, marca curitibana de cosméticos oferece mais de 13 tipos de óleos essenciais, além de difusores e outros produtos que podem ser usados para maximizar as propriedades de cada Oe. Além disso, todos os itens cosméticos indicados para uso diário possuem OEs em suas fórmulas, e promovem vários benefícios para por meio da aromaterapia. “Conhecemos os benefícios dessa matéria prima para todos e desenvolvemos diversas linhas que tem como foco nos óleos essenciais. São produtos para o corpo, rosto, casa, que além de ter os efeitos cosméticos esperados promovem também relaxamento, atenuação de sintomas de ansiedade e fortalecimento do sistema imunológico”, comenta o idealizador da NESH Eco.Cosméticos, Thiago Pissaia. “Neste momento delicado de quarentena é indispensável incluirmos ações de autocuidado no dia a dia, e aliada as demais recomendações de prevenção e cuidado com o organismo, o uso de dos OEs é sem dúvida uma alternativa saudável e sustentável para melhorar significativamente a qualidade de vida e o bem estar do corpo e também da mente”, completa o empresário.