Passado/Futuro/Presente traz colaboração entre o Phoenix Art Museum e o MAM

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Exposição estará em cartaz entre 22/01 e 21/04 no museu paulistano

Fruto da colaboração entre o Phoenix Art Museum (em Arizona, EUA) e o MAM (Museu de Arte Moderna de São Paulo), a exposição Passado/Futuro/Presente chega à capital paulista no dia 22/01 com uma seleção de 72 obras que é resultado do trabalho conjunto de dois curadores: a norte-americana Vanessa Davidson e o brasileiro Cauê Alves. Com peças produzidas entre 1990 e 2010, a mostra foi montada primeiro nos Estados Unidos, em 2017, exibindo ao público do país trabalhos brasileiros de arte contemporânea, e constituiu a primeira exposição dedicada ao acervo do MAM nos EUA.

A exposição é organizada em torno de cinco temas: O corpo/O corpo social; Identidades mutáveis; Paisagem reimaginada; Objetos impossíveis; e a Reinvenção do monocromo. Entre os artistas participantes estão nomes como: Adriana Varejão, Beatriz Milhazes, Tunga, Dora Longo Bahia, Waltercio Caldas, Carlito Carvalhosa, Leda Catunda, José Damasceno, Rosângela Rennó, Anna Bella Geiger, Carmela Gross e Nelson Leirner.

A seleção de nomes representa os variados estilos, temáticas e suportes presentes na arte contemporânea brasileira, mostrando que o conceito de “brasilidade” não pode ser definido apenas por uma questão geográfica. “Com essa mostra, revelamos aos estrangeiros um Brasil com o qual não estavam familiarizados. Para o público brasileiro, queremos trazer a mesma sensação de surpresa com trabalhos contemporâneos de artistas renomados e também dos menos conhecidos”, afirma o curador Cauê Alves.

Momentos históricos do país, normas sociais, mitos indígenas e transgressões revelam como os artistas brasileiros têm se adaptado à realidade da globalização: “Eles falam com fluência em linguagens artísticas com foco na cena global, ao mesmo tempo que sua arte, imbuída tanto de especificidade local quanto de ressonância universal, tornou-se, ela mesma, um ponto de referência internacional”, avalia Vanessa Davidson.

Artistas participantes:

Albano Afonso, Keila Alaver, Efrain Almeida, Rafael Assef, Dora Longo Bahia, Rodrigo Braga, Waltercio Caldas, Rogério Canella, Carlito Carvalhosa, Leda Catunda, Lia Chaia, Sandra Cinto, Felipe Cohen, Rochelle Costi, José Damasceno, Lenora de Barros, Antonio Dias, Iran do Espírito Santo, Marcius Galan, Anna Bella Geiger, Carmela Gross, Tadeu Jungle, Lucia Koch, Nelson Leirner, Jac Leirner, José Leonilson, Artur Lescher, Laura Lima, Antonio Manuel, Cinthia Marcelle, Marepe, Rodrigo Matheus, Cildo Meireles, Beatriz Milhazes, Odires Mlászho, Marcelo Moscheta, Pedro Motta, Vik Muniz, Ernesto Neto, Rivane Neuenschwander, Nazareth Pacheco, Rosana Paulino, Pazé, Penna Prearo, Florian Raiss, Caio Reisewitz, Rosângela Rennó, Eryk Rocha & Tunga, Thiago Rocha Pitta, Regina Silveira, Valeska Soares, Ana Maria Tavares, Tunga, Adriana Varejão, Cássio Vasconcellos, Laura Vinci, Carlos Zilio, Marcelo Zocchio.

Sobre os curadores:

Vanessa Davidson é bacharel em Literatura Hispano-Americana pela Universidade Harvard, estudou arte Latino-Americana e Pré-Colombiana e poesia argentina na Universidade de Buenos Aires, e Língua Portuguesa na Universidade de São Paulo – USP. Trabalhou no Museum of Fine Arts, em Boston, com as coleções pré-colombianas e Espanhola-colonial, e também no Metropolitan Museum of Art com a exposição pioneira The Colonial Andes: Tapestries and Silverwork, 1530-1830.

Em 2009, por meio de uma bolsa de estudos da Fullbright-Hays, conduziu uma dissertação para pesquisa na Argentina e no Brasil. Em 2011, doutorou-se em História da Arte Latino-Americana no século XX no Institute of Fine Arts, da Universidade de Nova York, com uma dissertação intitulada “Paulo Bruscky and Edgardo Antonio Vigo: Pioneers in Alternative Communication Networks, Conceptualism, and Performance (1960s-1980s).”

Desde que iniciou o trabalho à frente do Phoenix Art Museum como curadora do Shawn and Joe Lampe de Arte Latino Americana, em 2011, organizou a maior parte de suas mostras, incluindo The Politics of Place: Latin American Photography, Past and Present, 2012; Order, Chaos, and the Space Between: Contemporary Latin American Art from the Diane and Bruce Halle Collection, 2013; Rufino Tamayo, Master Printmaker, 2013; Xul Solar and Jorge Luis Borges: The Art of Friendship, 2013; Paulo Bruscky: Art Is Our Last Hope, 2014;Focus Latin America: An International Exhibition of Contemporary Mail Art, 2014; Hidden Histories in Latin American Art, 2015; Masterworks of Spanish Colonial Art from Phoenix Art Museum’s Collection, 2015; e Horacio Zabala: Mapping the Monochrome, 2016.

Ela também colaborou com o Santa Barbara Museum of Art, com uma exposição da artista brasileira Valeska Soares intitulada Any Moment Now. Este projeto constituiu parte da iniciativa do Getty Foundation de 2017 Pacific Standard Time: Los Angeles/Latin America.

Cauê Alves

É mestre e doutor em filosofia pela FFLCH-USP – Universidade de São Paulo, e professor do curso Arte: história, crítica e curadoria da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP.

Desde 2016, é curador do Museu Brasileiro de Escultura – MuBE. Foi curador assistente do Pavilhão Brasileiro na 56ª Bienal de Veneza (2015), curador adjunto da 8ª Bienal do Mercosul (2011) e um dos curadores do 32º Panorama da Arte Brasileira do Museu de Arte Moderna de São Paulo (2011), intitulado Itinerários e Itinerâncias. De 2006 a 2016, foi curador do Clube de Gravura do Museu de Arte Moderna de São Paulo – MAM.

Realizou, entre outras curadorias, a mostra Quase líquido, no Itaú Cultural (2008) e Mira Schendel: Avesso do avesso (2010) no Instituto de Arte Contemporânea – IAC.

Serviço: Exposição Passado/Futuro/Presente

Data: de 22/01 a 21/04/2019

Local: Museu de Arte Moderna de São Paulo

Endereço: Parque Ibirapuera (av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portões 1 e 3)

Horários: Terça a domingo, das 10h às 17h30 (com permanência até as 18h)

Tel. (11) 5085-1300

Ingresso: R$7,00. Gratuidade aos sábados. Meia-entrada para estudantes e professores, mediante identificação.

Gratuidade para menores de 10 e maiores de 60 anos, pessoas com deficiência, sócios e alunos do MAM, funcionários das empresas parceiras e museus, membros do ICOM, AICA e ABCA com identificação, agentes ambientais, da CET, GCM, PM, Metrô e funcionários da linha amarela do Metrô, CPTM, Polícia Civil, cobradores e motoristas de ônibus, motoristas de ônibus fretados, funcionários da SPTuris, vendedores ambulantes do Parque Ibirapuera, frentistas e taxistas com identificação e até 4 acompanhantes.

Agendamento gratuito de visitas em grupo pelo tel. 5085-1313 e e-mail

educativo@mam.org.br

atendimento@mam.org.br

www.mam.org.br

www.facebook.com/MAMoficial

www.instagram.com/MAMoficial

www.twitter.com/MAMoficial

www.youtube.com/MAMoficial

Estacionamento no local (Zona Azul: R$ 5,00 por 2h)

Acesso para pessoas com deficiência

Restaurante / café

Ar condicionado

crédito foto: Romulo Fialdini

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.