Manchas senis: saiba como tratar as marcas de idade que ocorrem devido a exposição solar

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Dermatologista explica o que são e como prevenir as manchas solares que surgem na pele conforme envelhecemos

Conforme envelhecemos, nosso corpo passa por uma série de mudanças, sendo a pele uma das principais afetadas devido aos anos exposta ao sol, poluição e outros agressores externos. Além das rugas e linhas finas, principais marcas do envelhecimento da pele, com a idade surgem também pequenas manchas escuras, conhecidas popularmente como manchas senis. “Caracterizadas pelo surgimento de marcas acastanhadas nas mãos, braços, rosto e pescoço, as melanoses solares, como o nome já diz, são causadas devido à exposição solar durante a vida. Isso por que as radiações emitidas pelo sol estimulam o aumento na produção de melanina, pigmento que dá cor à pele, levando assim a formação de manchas”, explica a dermatologista Dra. Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da American Academy of Dermatology (AAD).

Segundo a especialista, as manchas senis geralmente surgem a partir dos 40 anos em peles claras e por volta dos 50 anos em peles escuras. Porém, as alterações podem surgir até mesmo em pacientes mais jovens, tudo dependo do quanto a pessoa ficou exposta ao sol durante a vida, do tipo de pele e da predisposição genética. Pessoas que possuem sardas, por exemplo, têm mais chances de desenvolverem este tipo de manchas. “E como a principal causa dessas marcas é a exposição solar, é preciso prestar atenção a qualquer modificação nestas manchas, já que podem evoluir para quadros mais sérios como queratose actínia, que são lesões avermelhadas e escamosas pré-câncer, e até mesmo câncer de pele”, alerta a médica.

Mas, de acordo com a dermatologista, é possível prevenir o surgimento destas manchas através de alguns cuidados básicos, sendo o principal deles a aplicação diária de fotoprotetor com FPS 30, no mínimo, que deve ser reaplicado ao longo do dia. Além disso, é fundamental evitar a exposição solar entre as 10h e as 16h e investir na proteção através do uso de chapéus e óculos de sol, por exemplo. “Para evitar o surgimento das melanoses solares é necessário também o uso de cosméticos com ativos hidratantes, que vão preservar a barreira de proteção da pele, antioxidantes e antiglicantes, que ajudam a combater o processo de envelhecimento do tecido cutâneo”, recomenda.

Para quem já sofre com as manchas provenientes da idade é possível clareá-las através da realização de procedimentos estéticos como peelings clareadores, lasers, luz pulsada ou microagulhamento. O tratamento também pode ser feito em casa com o uso de cosméticos clareadores formulados com ativos como vitamina C, ácido retinoico, ácido glicólico, ácido kójico, ácido tranexâmico e niacinamida. “Todos esses tratamentos uniformizam a coloração da pele por meio da renovação celular, garantindo melhora na aparência das manchas. Sendo assim, o ideal então é que você consulte um dermatologista. Apenas ele poderá realizar uma avaliação e indicar o melhor tratamento para o seu caso, seja no consultório ou em casa”, finaliza a Dra. Valéria Marcondes.

FONTE: Dra. Valéria Marcondes – Dermatologista da Clínica de Dermatologia Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia com título de especialista e da Academia Americana de Dermatologia. Foi fundadora e é membro da Sociedade de Laser. www.valeriamarcondes.com.br

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.